english version | home

Publicações

Sugerimos algumas das publicações relativas à psicologia analítica, escritas por membros da AJB e por outros autores.

Traduzir


Daniela Benzecry: Analista Junguiana (Instituto Junguiano do Rio de Janeiro – AJB – IAAP), Médica (CRM 52-56308-4) com graduação e residência em Clínica Médica na UERJ, Homeopata (Associação Médica Homeopática Brasileira - AMB). Trabalha no consultório e no CAPSad (álcool e drogas) da Secretaria Estadual de Saúde

DROGADIÇÃO, A RECUPERAÇAO EM A.A. E N.A. E A ESPIRITUALIDADE
À luz da psicologia de C.G. Jung

Utilizando-se de conceitos da psicologia de C.G. Jung, descrevemos como se desenvolve a dependência, a relação entre a adição a drogas, a cultura e seus valores, como se dá o processo de recuperação / transformação no AA e NA, guiado pelos Doze Passos. Demonstramos como o programa de recuperação espiritual dos grupos de mútua-ajuda transforma o Ser e responde à necessidade humana de se dar um sentido à vida e conclui mostrando que o Programa dos Doze Passos não se restringe aos adictos, podendo ser útil e benéfico a qualquer ser humano em uma busca espiritual.
Prefaciadora: Dulcinéa da Mata Ribeiro Monteiro
Vendas: Amazon.com

SENTIMENTOS, VALORES E ESPIRITUALIDADE
um caminho junguiano para o desenvolvimento espiritual

A autora distingue emoção de sentimento e traz uma interessante perspectiva sobre seus papeis na preservação da vida e ampliação da consciência. O leitor é estimulado e orientado a reconhecer e aceitar seus sentimentos e a, a partir deles, aumentar o autoconhecimento e melhorar física e espiritualmente. A leitura é intercalada com sugestões práticas, de modo que todas as ideias, uma vez apresentadas, sejam vivenciadas pelo leitor a partir de exercícios simples, mas profundos. Após a leitura e a prática, os modos de se relacionar com os próprios sentimentos, com o próximo e com a vida em geral, possivelmente, não serão mais os mesmos.
Prefaciador: Walter Boechat
Editora Vozes
Contatos: (21) 999851287, danielabenzecry@gmail

 

Dulcinéa da Mata Ribeiro Monteiro: Psicóloga e Analista Junguiana – Instituto Junguiano do Rio de Janeiro, IJRJ – AJB – IAAP. Mestre em Educação (UFRJ); Especialização em Psicossomática (Instituto Carlos Chagas) e Gerontologia (Fundação Oswaldo Cruz); Professora do Curso de Especialização em Psicologia Junguiana (UNESA) e de Geriatria e Gerontologia da UNATI-UERJ.

APOSENTADORIA: PONTO DE MUTAÇÃO

A tessitura da vida nesta fase foi explorada em seus fundamentos psicossociais, suas possíveis ressignificações na demanda da Qualidade de Vida, vislumbrando novas possibilidades existenciais.

 

 

 

SONHOS
Do Cotidiano ao Arquetípico

Autora e coordenadora.

Sonhos, como oráculos do Inconsciente, promovendo a autorregulação psíquica, explorados sob diversas nuances, proporcionando uma maior compreensão deste processo psíquico que nos propicia um mais seguro autoconhecimento.

Coautores: Adroaldo Coelho, Anita Klafke, Djalma Argollo, Farley Valentim, Fernando Nobre, Joel Giglio, Jussara Cesar e Melo, Maria Cecília Zanatta, Paulo Pinho, Luiz Augusto Queiroz e Sergio Anauate.

 

CUIDADO E SUSTENTABILIDADE

Capítulo 10: Ethos do cuidar e sustentabilidade na aposentadoria e no envelhecer.

 

 

MULHER: FEMININO PLURAL

O livro delineia as diferenças entre masculino e feminino e mostra como se manifestam no ser humano. Utilizando as mulheres como principal expoente do feminino, faz um percurso histórico da realidade da mulher desde a antiguidade até o movimento feminista, em seu apelo intrínseco de torná-la sujeito de sua própria vida.

 

PUER – SENEX
Dinâmicas Relacionais

Busca ampliar os horizontes da compreensão do eixo relacional Puer - Senex, tão vital ao desenvolvimento psicológico nas várias fases da vida. Numa sociedade que propaga os aspectos negativos do Senex e cultiva os valores do Puer: beleza física, rapidez, hedonismo, falta de limites...evidencia uma unilateralidade que necessita ser reavaliada.
Coautores: Carlos Bernardi, Helena Saldanha, Joyce Werres, Carlos São Paulo, Selene Mazza, Maria de Lourdes Sanchez, Renata Wenth, Robson Santarém, Carlos Alberto Salles, Isabela Fernandes, Adroaldo Coelho, Dulce Briza.

 

ESPIRITUALIDADE E FINITUDE
Aspectos Psicológicos

Autora e organizadora

Diante da realidade fragmentada e dominada pelo consumismo materialista de nossa Sociedade do Espetáculo, tentamos refletir sobre a pergunta de Jung: -“O que nos reserva o futuro”? A busca de sentido, isto é, a espiritualidade, se faz necessária para preencher o vazio existencial e nos inserir na direção do Processo de Individuação.
Coautores: João Bernardes Rocha Filho, Eunice F Einloft, Amnéris Maroni, Maria Zélia Alvarenga, Carlos Bernardi, Glaucon Ulson, Gustavo Barcellos, Walter Boechat, Estrella Bohadana, Ivo Storniolo, Franklin Chang, Diva Taboada.

 

METANÓIA E MEIA IDADE - TREVAS E LUZ
Autora e organizadora
Na consciência do fluir da temporalidade temos a oportunidade de questionar o viver. Esta fase da vida, Jung denomina Metanóia, sendo este tema explorado por teóricos junguianos, fazendo articulações com diferentes filósofos. Mudança de mentalidade nesta fase se faz vital ao envelhecimento saudável.
Coautores: Roberto Crema, Celso M Cruz Lima, Luiz José Veríssimo, Gelson Luis Roberto, Jorge Luis Braga, Alvaro Gouveia, Tiago Adão Lara, Estrela Bohadana, Elizabeth Mello.

JUNG E O CINEMA
PSICOLOGIA ANALÍTICA ATRAVÉS DE FILMES

Autora e organizadora.

Este trabalho demonstra que conceitos da psicologia junguiana como persona, sombra, energia psíquica, animus e anima, autorregulação psíquica dos sonhos, processo de individuação, metanoia, espiritualidade, destino e livre-arbítrio, entre outros, ganharam mais visibilidade sob a ótica de filmes de diretores consagrados pela crítica cinematográfica e enriquecidos pela visão de renomados autores junguianos. A tessitura da vida psíquica é explorada em seus fundamentos arquetípicos na perspectiva da psicologia junguiana através das imagens e da dramaticidade das lentes do cinema, permite fazer o cultivo de nossa alma.

Coautores: Andrea de Alvarenga Lima, Carlos Augusto Brandão, Dulcinéa da Mata Ribeiro Monteiro, Eliane Berenice Frota Luconi, Helena Saldanha de Azevedo Santos, Humbertho Oliveira, Maria Beatriz Vidigal Barbosa de Almeida, Maria Cristina Urrutigaray, Martha Carneiro Rezende, Mirna Brandão, Paula Roscio, Rubens Bragarnich, Sigrid Haikel, Silzen Furtado, Sonia Lyra.

 

DEPRESSÃO E ENVELHECIMENTO
Saídas Criativas
Organizadora.
O processo de envelhecimento e a depressão tem estado articulados, várias possibilidades foram delineadas visando vislumbrar saídas criativas para minorar o sofrimento inerente

 

ARTETERAPIA
Arquétipos e Símbolos
Autora e organizadora
A vida simbólica é explorada através das Técnicas Expressivas trazendo a possibilidade e crescimento psicológico na articulação com o processo da própria Individuação.
Coautores: Lígia Diniz, Aliucha Dias Ramos, Cristiane Brentan, Lilian Chalub.

DIMENSÕES DO ENVELHECER

Coordenadora
O processo de envelhecimento foi abordado sob o ponto de vista de diferentes escolas teóricas da psicanálise e da psicologia.

 

Contatos: 21 2274-9855 / 21 99234-0074, dulcineamonteiro877@gmail.com.com

 

Humbertho Oliveira: Médico (UFRJ); Analista Junguiano (AJB); Membro da IAAP; Integrante da Comissão de Eventos, Site e Publicações do IJRJ; Psicoterapeuta Corporal (IBB); Fundador e Diretor da Bapera Editora; Criador e Coordenador da Oficina de Conhecimentos.

 

CORPO EXPRESSIVO E CONSTRUÇÃO DE SENTIDOS

Autor e Coorganizador
Este livro pensa e redescobre o Corpo, o Corpo Expressivo. E traçando este caminho, elabora a Construção de Sentidos. Trafega por várias áreas e reúne pensadores dos mais significativos em suas atuações. Da Musicoterapia à Prática Psicoterapêutica, das viradas paradigmáticas da Educação às instigantes proposições das Ciências Sociais e da Psicossociologia, da articulação entre vários campos do saber e a vivência da Religião e da Arte, o trajeto reúne emoção, contradição, interação, criação, subjetividade, interioridade e singularidades. Uma obra que leva a reflexões sobre o ser na contemporaneidade e no seu quotidiano.
Coautores: Marly Chagas (CBM-CEU), Rosa Pedro (EICOS/UFRJ), Lia Rejane Barcellos (CBM-CEU), Walter Boechat (IJRJ/AJB/IAAP), Carlos Eduardo Melo Oliveira (SE/RJ), Lucia Helena Pena Pereira (UFBA), Bernardo Conde (UERJ), Teresa Cristina Carreteiro  (Paris VII/Sorbonne, CNPq), Luciana da Silva Rodriguez (CNPq),  Bruna de Oliveira Pinto (CNPq), Suelen Carlos de Oliveira (CNPq), Leonardo Boff (CDDH), Mauro Sá Rego Costa (UERJ)

 

 

 

MITOS, FOLIAS E VIVÊNCIAS
Autor e organizador
Mitos, Folias e Vivências é o primeiro volume da Coleção Alma Brasileira, coleção voltada para a mitologia brasileira e embasada no pensamento de Carl Gustav Jung. A obra nos apresenta a visão jungiana dos mitos: o Curupira e os mitos de inversão; a origem da folia de reis na tradição oral; a performance do Cazumba; e vivências míticas. Os autores nos apresentam várias compreensões sobre a importância do mito, detendo-se nos símbolos e rituais da cultura brasileira. Procurando demonstrar que o tecido do qual são feitos os sonhos, os devaneios e as fantasias é o mesmo do mito e dos contos de fada, este volume resgata a importância da linguagem mítica para o homem contemporâneo-

Prefaciador: Leonardo Boff
Coautores: Isabela Fernandes, Juliana Manhães, Wagner Chaves, Walter Boechat.

Contatos: (21) 22865719

 

Paula Pantoja Boechat: Médica - UFRJ, Mestre em Psicologia Clínica - PUC-RJ, Membro Fundador e didata da AJB(Associação Junguiana do Brasil) e do Instituto Junguiano de RJ, Membro da IAAP(International Association for Analytical Psychology – Zurique), Professora do Curso de Pós-Graduação em Psicologia Junguiana da Universidade Estácio de Sá, Especialista em Terapia Familiar Sistêmica (Núcleo), autora do livro "Terapia Familiar - Mitos, Símbolos e Arquétipos” editora WAK, com Curso de Caixa de Areia com a Dra. Dora Kalff, em Zollikon, Suíça.

 

TERAPIA FAMILIAR
Mitos, Símbolos e Arquétipos
Com vários exemplos de mitologia, casos clínicos e observações de vida, baseada na teoria junguiana e também na teoria familiar sistêmica, a autora nos sensibiliza para um entendimento mais profundo das relações familiares, possibilitando mudanças no sentido de mais saúde e harmonia individual e social.
WAK, Terceira Edição: 2011. 
Contato: (21) 2557-2191, boechatp@uol.com.br

 

Walter Boechat: Médico Psiquiatra, Doutor em Saúde Coletiva (IMS-UERJ), diplomado pelo Instituto C.G. Jung de Zurique, Membro Fundador e Didata da AJB e Membro da IAAP, Membro do Comitê Executivo da IAAP – Zurique de 2007 a 2013

 

THE RED BOOK OF C.G. JUNG:
A Journey into Unknown Depths
Jung's The Red Book has an enormous complexity of meaning deriving from Jung's intimate experiences, which are still being discussed and elaborated on by the Jungian community all over the world. The present volume focuses on some of its main aspects and its importance for the understanding of the work of Jung.The Red Book is often mistakenly seen as a product of a midlife crisis of Jung's, caused by his break with Freud. However, although this crisis was present, the work is better understood as a manifestation of unconscious symbolism of Jung's individuation process that started in his childhood. Certain symbols of The Red Book can be traced back to Jung's earliest years, reaching their peak during the period of writing the book and continuing throughout his creative life.Jung's work is therefore understood as having a Janus face: like the old Roman god of the gates it has two faces, one looking back to the past, the other looking to the future. If the past appears in the various figures with which Jung interacts throughout the book, such as the desert anchorite Ammonius, and the prophets and heroes of ancient times, it also looks to the future, pointing to new developments in analytical psychology and the practice of psychotherapy. Both aspects of the The Red Book are here discussed at length.The writing of Jung's book and its appearance to the general public almost a century afterwards is studied in relation to the paradigm crisis in science and the phantasy of millenarianism. Jung wrote this work when Europe was entering the strong cultural crisis of World War One, which threw up profound cultural changes. Jung's family and estate gave their final authorization for the publication of the book in the year 2000, a year full of symbolic meaning, impregnated with phantasies of millenarianism. Jung's work is considered here as a book therefore pertaining to large cultural changes, one in the past and one in the present, and both equally transformative of society and the perception of man himself.

 

O LIVRO VERMELHO DE C. G. JUNG:
Jornada para profundidades desconhecidas

Em O Livro Vermelho de C. G. Jung - Jornada para profundidades desconhecidas, Walter Boechat pretende levantar apenas algumas questões que julga de interesse dos leitores de Jung, questões que impressionaram como bastante significativas não só para a compreensão da obra junguiana, mas que lançam luz sobre o grande mistério do que é a natureza humana e sobre essa dimensão nova que Jung e Freud desvendaram para a contemporaneidade: o universo do inconsciente e possíveis maneiras de abordá-lo

A ALMA BRASILEIRA: LUZES E SOMBRA
(Reflexões Junguianas)

Autor e organizado

Este livro aborda a questão importante da intersecção da alma brasileira coletiva e a alma dos indivíduos, como elas se afetam, como a memória ancestral de todo um povo afeta o comportamento de cada pessoa. O propósito central das reflexões nesse livro é promover um processo de recuperação das memórias de nossas origens multiculturais em um processo de resgate de raízes brasileiras, de sua alma e de seus contrastes.

 

A MITOPOESE DA PSIQUE
Mito e individuação.

Mitopoese é palavra composta derivada do grego: Mithos, relato, narrativa, e poises, criação. Refere-se à capacidade da psique de criar mitos de forma espontânea. Esse livro trata destas manifestações míticas nos mais diversos aspectos da cultura humana, como também no próprio desenvolvimento psicológico de cada um. O mito esteve presente nas culturas as mais antigas, desde quando as grandes deusas da fertilidade ilustravam as cavernas do período paleolítico. De uma forma ou de outra o mito serve de estofo ao comportamento humano e está presente nas mais diversas atividades, nas artes, na criatividade, na vida familiar e nas trocas sociais. O autor se serve da psicologia analítica de C.G. Jung para fazer um estudo compreensivo dos mitos na cultura e na psicoterapia da atualidade.

 

MITOS E ARQUÉTIPOS DO HOMEM CONTEMPORÂNEO
Autor e organizador

O estudo da mitologia dentro de uma perspectiva da psicologia junguiana é fundamental. As diversas configurações simbólicas tratadas nesse volume, sejam elas da mitologia grega, sejam literárias, representam símbolos arquetípicos do processo de individuação. O símbolo pode lançar luz tanto sobre o desenvolvimento psicológico do indivíduo, quanto sobre os complexos problemas sociais da cultura atual.

 

O MASCULINO EM QUESTÃO
Autor e organizador

A questão do masculino em nossa sociedade é tema da maior atualidade e importância. Na crise de identidade sexual na qual a sociedade contemporânea mergulha, se faz necessária uma reflexão. Pouco se tem debatido sobre a crise de identidade masculina, que nesse volume é analisada sob diferentes prismas, além do enfoque da psicologia junguiana.

 

Contato: walter.boechat@gmail.com

 


Instituto Junguiano do Rio de Janeiro

Av. Nª Sra. de Copacabana, 1052, sala 1204 – Copacabana
Rio de Janeiro/RJ CEP 22060-002

Tel.: + 55 (21) 2247-2433 – Secretária Cintia, 2ª a 5ª feira, das 13 às 18 horas e 6ª feira das 13hs às 20:30.
institutojungrj@gmail.com